Home » NA MÍDIA

STU na luta pelo serviço público do Estado de São Paulo

Mais uma vez o STU esteve presente na mobilização estadual contra a retirada de direitos dos trabalhadores brasileiros, na última sexta-feira (27), ao lado

TODOS(AS) EM DEFESA DE PAULO FREIRE E CONTRA A REVOGAÇÃO DO TÍTULO DE PATRONO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

CARTA ABERTA AO CONGRESSO NACIONAL DO BRASIL

Ref.: Sugestão legislativa de revogação do decreto que institui Paulo Freire como Patrono da Educação Brasileira.

Excelentíssimo

AO VIVO – Acompanhe a transmissão da reunião do Consu

http://www.cameraweb.rei.unicamp.br/index_camerawebccuec.php

Share

Nota da FASUBRA contra a decisão da justiça em considerar a homossexualidade uma doença

A FASUBRA Sindical repudia a decisão do juiz Waldemar Cláudio de Carvalho da 14ª Vara do Distrito Federal, que suspende a resolução

Análise de conjuntura aponta a unidade para fazer a luta

Os ataques ao funcionalismo público por meio do pacote anti-servidor do governo Temer, para desestruturar carreiras, demitir servidores e instituir a terceirização

Fórum das Seis indica calendário de lutas do funcionalismo paulista

As entidades que compõe o Fórum das Seis estão se mobilizando para fortalecer o calendário de lutas organizado pelas centrais sindicais em defesa do

Dia Nacional de Paralisação e Luta contra a reforma da previdência e o pacote do governo Temer contra o funcionalismo público

Milhares de trabalhadores, docentes e estudantes das universidades e institutos federais vão paralisar as atividades no dia 14 de setembro. Em Recife/PE será

URGENTE! REUNIÃO AMPLIADA DO FONASEFE PREPARA A RESISTÊNCIA!

Nesse último final de semana mais de 300 dirigentes sindicais de entidades nacionais e de base atenderam o chamado do FONASEFE para uma

Plenária nacional aprova resoluções e Plano de Lutas da Categoria

Na tarde de domingo, 09, a Plenária Nacional da FASUBRA aprovou as resoluções do Plano de Lutas dos trabalhadores técnico-administrativos em educação

Senado aprova o fim da CLT

Por 50 votos a 26 o plenário do Senado aprovou na noite de ontem o projeto de lei que acaba com os direitos