Home » destaque » A Reforma da Previdência só será derrotada com unidade e mobilização

A Reforma da Previdência só será derrotada com unidade e mobilização

A Reforma da Previdência do governo golpista de Michel Temer está para ser votada em 19 fevereiro, segundo o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Temer quer acabar com a nossa aposentadoria e impedir que nossos filhos e netos tenham acesso a esse direito. Isso porque, fatalmente, a juventude não terá como cumprir todas as exigências desta reforma.

Apesar do governo jogar sujo liberando verbas bilionárias em troca de votos, é possível sim derrotar esse projeto nefasto. Fizemos isso em dezembro quando conseguimos derrubar a tentativa do golpista em colocar para votar essa reforma nefasta. E em fevereiro não será diferente! 

Com mobilização e o povo nas ruas conseguiremos impedir a retirada de nossos direitos históricos.

 

Quem são os supostos privilegiados que Temer fala?

Os defensores da proposta de reforma ignoram que os verdadeiros “privilegiados” do funcionalismo público são os juízes, senadores, deputados e militares, que recebem altas aposentadorias. No direito deles Temer não quer mexer!

Ao que tudo indica os trabalhadores assalariados são os únicos que o governo irá afetar com essa proposta. Uma pesquisa feita pela Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social aponta que mais de 21 milhões de aposentados e pensionistas, de um total de 31,5 milhões, estão recebendo, atualmente, um salário mínimo (R$ 724). O número equivale, segundo a associação, a 71,6% dos beneficiários. E o relatório final da CPI da Previdência do Senado Federal apontou que não há déficit nas contas do INSS, mas distorções nos números decorrentes de fraudes e sonegação de empresas devedoras que recolhem os impostos dos trabalhadores e não repassam aos cofres públicos.

[email protected] da Unicamp, precisamos combater urgentemente esse discurso falso de que a Previdência Social é deficitária e a reforma vai acabar com os privilégios, quando na verdade ela acaba mesmo é com a nossa aposentadoria.  

Vamos às ruas barrar mais este golpe!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *