Home » NÃO-CLASSIFICADO » 50 anos da fundação da Assuc

50 anos da fundação da Assuc

No próxima quinta-feira (6) terá início a exposição que marca a comemoração dos 50 anos da fundação da Assuc, organização que deu origem ao STU. A exposição vai até 31 de julho.
Como parte das comemorações será lançado o livro “A história de luta dos trabalhadores da Unicamp”, às 12 horas no auditório da DGA

 

Livro resgata a memória da Assuc

O livro “A História de Luta dos Trabalhadores da Unicamp”, escrito por Glória Lopes e Rodrigo Paixão, está à venda na sede do STU por R$ 25.

Ao longo das 400 páginas do livro os autores contam a história da luta e da organização dos trabalhadores da Unicamp. E o tema desse livro caminha ao lado da história da própria universidade, que no ano passado comemorou 50 anos de fundação.

O atual STU (Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp) surgiu pouco depois da Unicamp, como Assuc (Associação dos Servidores da Unicamp) e toda essa trajetória para a construção do sindicato está retratada na obra.

O ambicioso projeto da direção da entidade resgatou e organizou testemunhos, documentos e imagens que possibilitaram a edição dessa obra, que reconstitui a organização sindical dos trabalhadores da Unicamp. Inédito no âmbito acadêmico, o livro auxiliará no processo de difusão de informações para um grande contingente de pesquisadores, os quais contavam com escassa documentação disponível. Essa obra é parte integrante do projeto Unicamp Ano 50, registrando o papel dos trabalhadores e de sua entidade de classe na construção desta que é uma das universidades de maior destaque do Brasil e do mundo.

A publicação apresenta uma história rica em detalhes com depoimentos importantes que constroem a trajetória dessa entidade pioneira na organização dos funcionários públicos.

Vale a pena a leitura! Adquira logo seu exemplar na Secretaria do sindicato porque a edição é limitada.

 

Sobre os autores

Glória Aparecida Pereira Lopes é jornalista na imprensa sindical. Como roteirista, ganhou o Grand Prix da Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom) e o Prêmio Estímulo à Cidadania, na categoria Vídeo, ambos no XXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, da Intercom, com o documentário A arte de incluir. Fez parte do Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp e, atualmente, trabalha no Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e região. 

Rodrigo Paixão é cientista político, especialista em gestão pública, vereador e professor. Trabalha também com assessoria e consultoria para entidades governamentais e não governamentais e atua como comentarista político de rádio e televisão.

 

Livro resgata a memória da Assuc

O livro “A História de Luta dos Trabalhadores da Unicamp”, escrito por Glória Lopes e Rodrigo Paixão, está à venda na sede do STU por R$ 25.

Ao longo das 400 páginas do livro os autores contam a história da luta e da organização dos trabalhadores da Unicamp. E o tema desse livro caminha ao lado da história da própria universidade, que no ano passado comemorou 50 anos de fundação.

O atual STU (Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp) surgiu pouco depois da Unicamp, como Assuc (Associação dos Servidores da Unicamp) e toda essa trajetória para a construção do sindicato está retratada na obra.

O ambicioso projeto da direção da entidade resgatou e organizou testemunhos, documentos e imagens que possibilitaram a edição dessa obra, que reconstitui a organização sindical dos trabalhadores da Unicamp. Inédito no âmbito acadêmico, o livro auxiliará no processo de difusão de informações para um grande contingente de pesquisadores, os quais contavam com escassa documentação disponível. Essa obra é parte integrante do projeto Unicamp Ano 50, registrando o papel dos trabalhadores e de sua entidade de classe na construção desta que é uma das universidades de maior destaque do Brasil e do mundo.

A publicação apresenta uma história rica em detalhes com depoimentos importantes que constroem a trajetória dessa entidade pioneira na organização dos funcionários públicos.

Vale a pena a leitura! Adquira logo seu exemplar na Secretaria do sindicato porque a edição é limitada.

 

Sobre os autores

Glória Aparecida Pereira Lopes é jornalista na imprensa sindical. Como roteirista, ganhou o Grand Prix da Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom) e o Prêmio Estímulo à Cidadania, na categoria Vídeo, ambos no XXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, da Intercom, com o documentário A arte de incluir. Fez parte do Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp e, atualmente, trabalha no Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e região. 

Rodrigo Paixão é cientista político, especialista em gestão pública, vereador e professor. Trabalha também com assessoria e consultoria para entidades governamentais e não governamentais e atua como comentarista político de rádio e televisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *